10 de dez de 2009

Bateria de Papel e Manotecnologia



  
   Pesquisadores da Universidade de Stanford utilizaram nanotecnologia para criar baterias leves e dobráveis a partir de papel, que podem ser amassadas ou até mesmo submersas em soluções ácidas e funcionar corretamente, segundo o professor de engenharia de Stanford, Yi Chui.

   As baterias são construídas revestindo uma folha de papel com tinta feita de nanotubos de carbono e nanofios de prata. A Universidade de Stanford não comentou quando o produto estará pronto para uso comercial.
   “A parte mais importante disso é como uma coisa tão simples na vida diária – papel – pode ser utilizada como base para tornar eletrodos condutores funcionais por um processo simples”, afirmou o professor de química da Universidade da Califórnia-Berkeley, Peidong Yang.
   Os nanotubos utilizados nas baterias de papel e supercapacitores são estruturas unidimensionais de pequeno diâmetro. Isso permite à tinta, que é feita a partir deles, grudar no papel.
   A universidade informou que os supercapacitores de papel podem aguentar 40 mil ciclos de carga e descarga, mais do que as baterias tradicionais de lítio suportam.
   Em outro projeto, uma equipe da universidade utilizou nanofios de silicone para aumentar em dez vezes a capacidade de uma bateria de lítio-ion. Segundo Cui, isso significa que um computador portátil poderia ficar ligado por até 40 horas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA E SIGA AS REGRAS:

1 - Seu comentário precisa estar relacionado com o conteúdo do Post.
2 - Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites do gênero nesta área.
3 - Não inclua links desnecessários no seu comentário.
4 - Se quiser deixar um link para o seu Blog/Site, comente usando a opção OpenID.
5 - O Formulário de Comentários não é lugar de pedir Parceria.
6 - Ofensas pessoais, ameaças e xingamentos não são permitidos.

De Acordo Com As Regras? Então Poste O Seu Comentário!

OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog